Cusco, o umbigo do mundo!

 

Fazendo conexão em Lima e pegando um voo de uma hora e meia você chega na capital do Império Inca. Muita história, muitos turistas e muita, mas muita altitude – são 3.399 metros, e minhas primeiras horas na cidade foram um horror.

Tem gente que vê a cidade só como uma ponte pra chegar até Machu Picchu. Outros esperam um lugar místico e misterioso, mas a real é que Cusco é bem turística.

2016-01-21 09.58.03 3.jpg

Mesmo assim, a viagem pode ser um prato cheio para quem gosta de história – aprendi mais sobre a história da América Latina nessa viagem do que em sei lá quantos anos de escola. Como morei com uma família, durante o intercâmbio, tive a chance de interagir bastante com com os cusqueños, que pareceram ter muito orgulho das suas origens. História está presente em tudo: desde monumentos até lendas infantis – os netos da minha host me contavam várias!

As marcas da Colonização são muito fortes. É comum alguém falar “cuando llegaron los españoles…” e daí emendar qualquer história sobre como os espanhóis destruíram a cultura Inca e se aproveitaram de suas riquezas.

Processed with VSCO with a6 preset

Andar em Cusco é fácil. Os ônibus (que na verdade são vans) custam por volta de 1 Sol. Estão quase sempre bem cheios e sempre tá rolando um som; reggaeton quebradeira ou lamentos românticos em Espanhol enquanto o cobrador grita “Baja, Baja, Baja” e todo o itinerário em uma velocidade impressionante. Não é uma opção muito utilizada pelos turistas porque dá para fazer quase tudo a pé e os taxis são baratíssimos. Mas como eu estava estudando e morava em Marcavalle, que é relativamente longe para os padrões de Cusco, muitas vezes eu pegava a van para ir para a aula em um trajeto de 15 minutos – ouvindo reggaeton quebradeira (adoro <3) ou lamentos românticos enquanto o cobrador gritava “Baja, Baja, Baja” e todo o itinerário em uma velocidade impressionante.

Já os taxis não têm taxímetro, tem que negociar a corrida antes – dificilmente passará de 10 soles. Aliás, viajar para o Peru é uma ótima maneira de praticar suas habilidades de negociação. Tem que pechinchar para comprar absolutamente tudo, e se no começo eu morria de vergonha e pagava o que me pediam, no final da viagem eu já tinha um roteiro e uma atuação preparada.

Processed with VSCO with a6 preset

Apesar de turistas em tudo quanto é lado, Cusco tem uma energia muito boa e muita coisa pra fazer. Listo alguns dos meus lugares favoritos:

Comidinhas e Festas

La bodega 138Sou do tipo que vai atrás de pizza em qualquer lugar. A da bodega é bem boa e dá para levar sua própria botella de vino.

Mutu Food and DrinksÉ o cafézinho/bar do hotel, então eu sempre batia cartão depois da aula. O Nicolai e o José são os garçons mais educados que você vai encontrar em Cusco, dois fofos que já me chamavam pelo nome. Quase todo dia rolava Brownie com Sorvete, uma delícia por 8 soles, com uma trilha sonora bem boa – sempre rolava  Two Door Cinema Club.

La Valeriana: Café todo girly em frente ao templo do sol.  Tem a empanada mais gostosa da cidade e chás de vários sabores. Os Peruanos tomam muito chá, é absurdo. Fiquei enjoada, mas confesso que era um alívio nos dias mais frios. Esse também é um dos poucos lugares na cidade onde encontrei sucos de fruta bem feitos, sem falar que as sobremesas são maravilhosas – comia tres leches quase todos os dias.

2016-01-21 09.58.06 1.jpg

Norton Rats Tavern: Um pub sem frescuras, ainda tem dardos e sinuca para quem curte jogar e tomar uns tragos.

Mama África: Clássico da noite Cusqueña, onde a turistada toda se reune. A entrada é free, mas se quiserem cobrar é só falar que vai embora que eles deixam entrar.

Mushrooms Lounge and Bar: Fica embaixo do Mama África e tem happy hour 2×1. São 2 drinks por pouco mais de 20 soles, minha gente. Rola música eletrônica. Legal para uma prévia e para uns tragos, mas se for tomar cerveja corre pro Norton que é mais barato!

Inka Team: Onde eu  passava vergonha fazia aula de Salsa, que rola todos os dias a partir das 22. Isso é muito comum nas baladas em Cusco, é só ir perambulando e entrando.

 

 

 

2016-01-21 09.58.08 1.jpg

Mercado Central de San Pedro: Tenho paixão por mercados. Acho um ambiente sem igual, onde vale a lei peruana: barganhar e barganhar. Muito e sem vergonha.

2016-01-22 05.13.54 1.jpg

PS: Quantos aos pontos turísticos, várias estão inclusos no Boleto Turístico, aquele mesmo que te dá acesso ao Vale Sagrado! Eu não usei, mas tem post mastigadinho no Sunday Cooks e no Andarilhos explicando direitinho como funciona.

Besos y Viva Perú,

Robi

Now playing: Finley Quaye, Dice

4 comentários em “Cusco, o umbigo do mundo!

  1. Oi Roberta…vou para cusco em julho,vou passar um mês estudando…como vc acha melhor eu levar dinheiro?
    Desde já agradeço

    Att.Juliana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s